A visita de Jesus a seu servo Reuel, amigo de Seu Pai

O Teatro de Oklahoma

Certa noite, decide Jesus visitar em sonho Reuel, seu fiel servo e amigo de Seu Pai. No sonho, passava da hora de cear, Jesus e seu servo conversavam enquanto bebiam vinho, quando Reuel esvazia seu sexto cálice. E eis que, ao encher o cálice de seu servo pela sétima vez com um jarro de cerâmica que estava sempre meio cheio, nunca meio vazio, disse-lhe Jesus: “Em verdade, em verdade te digo que sou tão intolerante quanto Meu Pai. Se preguei nessa Terra o amor ao próximo, foi por saber que fariam justamente o contrário do que eu dissesse. Dois dias se passaram desde que ascendi aos Céus, e olha o que fazem os servos meus. Em m’Eu nome entram em guerras das quais não querem sair, só pelo prazer de matar e dominar. Em m’Eu nome, lincham ladrões, enquanto minhas palavras foram “atire a primeira pedra aquele que limpo de…

Ver o post original 136 mais palavras