O Velho no Banco

Domingo, Céu azul, Sol, pássaros e um fim de tarde no Parque. Vejo crianças e sorvete, pipoca e peixinhos, um semáforo e uma fonte. Caminhos tortuosos por entre as árvores, bancos de madeira e casais.

E vejo um velho, sentado num desses tais bancos de madeira. Não tão velho assim, de uns sessenta e sabe-se-lá-quantos anos, mas ainda assim um velho. Um velho no banco.

Volta e meia ele olha as horas no relógio em seu pulso e franze o cenho – parte ansiedade, parte decepção – perdendo logo em seguida o olhar ao longe, em meio a pensamentos desconhecidos.

Que estaria ele fazendo aqui, neste santuário de paz, com esse olhar taciturno? Seu semblante era uma profanação ao belo verde das árvores e arbustos, ao azul límpido do Céu e ao gorjear das majestosas aves.

Que estaria ele pensando que fosse tão aflituoso e, ao mesmo tempo, tão triste? Estaria ele esperando alguém que não decidia se vinha ou deixava de vir?

Talvez seu filho, a quem há muito não via por conta de uma briga familiar anos atrás? Ou, talvez, sua filha, que fugira de casa para ser bailarina num Circo itinerante? Quem sabe, então, estaria ele esperando um antigo e perdido amor de juventude, que agora retornava para dar continuidade à sua interrompida história?

Ou estaria ele recordando-se de acontecimentos vividos anos antes, naquele mesmo horário e naquele mesmo banco?

O velho olha as horas no relógio em seu pulso mais uma vez e, decepcionado, levanta-se do banco e vai embora, levando consigo sua tristeza e minhas indagações.

Anúncios

10 pensamentos sobre “O Velho no Banco

Diga que está uma merda, mas diga algo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s